Home Loja Escola Inclusiva: da avaliação à intervenção educativa na sobredotação (3.ª edição)
12/07/2021
a Distância

Escola Inclusiva: da avaliação à intervenção educativa na sobredotação (3.ª edição)

65,00 140,00 

Promoção de uma escola cada vez mais inclusiva e que atende à diversidade de alunos nos seus diversos contextos.

Limpar
REF: FCP045-3
Data Início

12/07/2021

Data Fim

17/07/2021

Duração

25h

Modalidade

Curso

Regime

a Distância

Acreditação

CCPFC/ACC-107664/20

Destinatários

Grupos 100, 110 e 910

D.C.P.

Sim

Formador/a

Cristina Palhares

Preço Associado

65,00 €

Preço Não Associado

140,00 €

Sessões Síncronas

Julho: dias 12, 13, 14, 15, e 16 das 17h00 às 21h00
Julho: dia 17 das 9h30 às 12h30 e das 14h30 às 16h30

Mediar adequadamente a diversidade em sala de aula, promovendo a inclusão atitudinal e socio emocional;

Identificar e sinalizar crianças sobredotadas de acordo com os princípios gerais;

Enumerar estratégias de intervenção e apoio;

Ajustar práticas pedagógico-didáticas que promovam o potencial de todos os alunos, nomeadamente, os mais capazes.

Implementar práticas, estratégias, metodologias de ensino e avaliação, para melhor responder às necessidades de todos os alunos.

I. Promover o potencial numa Educação para Todos (6 horas)

II. Evolução conceptual da Sobredotação: (6h)

III. Identificação e sinalização de crianças sobredotadas (3h)

IV. A Identificação precoce da sobredotação (3h)

V. Diferenciação Pedagógica – diferenciar para atender (7h)

A ação enquadra-se na modalidade de Curso de Formação.

A metodologia de realização da ação tem como princípio pedagógico e formativo a melhoria da pratica pedagógica visando à postura adequada do professor no seu contexto de atuação.

Durante a formação vão utilizar-se métodos expositivos e ativos, com recurso a diferentes técnicas pedagógicas potenciadoras da aprendizagem, designadamente: discussão partilhada e debate sobre análise de situações reais e casos tipo, exercícios de aplicação e trabalhos de grupo.

O regime de avaliação dos formandos contempla uma perspetiva formativa, realizada durante a formação, para promover o desenvolvimento das aprendizagens com vista ao ajustamento de processos e estratégias e, no final da formação, uma avaliação sumativa tendo por base uma reflexão final.

Os critérios de avaliação a utilizar incidem nos seguintes parâmetros:

– Participação ativa nas atividades propostas – 25%;

– Interesse, empenho, pontualidade – 25%;

– Produção de conteúdos (reflexão final) – 50%.

A avaliação dos formandos é realizada nos termos do despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio. Avaliação quantitativa na escala de 1 a 10 valores, com menção qualitativa de:

Excelente – de 9 a 10 valores;

Muito Bom – de 8 a 8,9 valores;

Bom – 6,5 a 7,9 valores;

Regular – 5 a 6,4 valores;

Insuficiente – 1 a 4,9 valores.