0,00 €

Nenhum produto no carrinho.

0,00 €

Nenhum produto no carrinho.

Home Loja Formação Contínua de Professores O Chat-GPT como ferramenta de ensino e aprendizagem (2.ª edição)

O Chat-GPT como ferramenta de ensino e aprendizagem (2.ª edição)

70,00 160,00 

O curso pretende aprofundar a compreensão dos docentes sobre os desafios e oportunidades que a Inteligência Artificial Generativa (IAG) proporciona, e as novas competências exigidas para integrá-la no ambiente de aprendizagem. A formação permitirá aos docentes criar contextos pedagógicos que facilitem o desenvolvimento dessas competências, abrindo caminho para abordagens pedagógicas inovadoras e atuais.

SKU: 160D0130FCP2
Data Início

08/05/2024

Data Fim

Duração

25h

Modalidade

Curso

Regime

a Distância

Acreditação

CCPFC/ACC-120859/23

Grupo de recrutamento

Professores dos Ensinos Básico e Secundário e Professores de Educação Especial

Releva para progressão na carreira docente?

Sim

Dim. Científica e Pedagógica

Excecionalmente, conforme Despacho n.º 4840/2023 de 21 de abril, a ação releva na dimensão científico-pedagógica de todos os grupos de recrutamento.

Formador/a

Ricardo Cruz

Preço Associado

70.00 €

Preço Não Associado

160,00 €

NOTA:

N.º minimo de participantes para realização da ação: 10, O certificado será enviado por e-mail. Caso pretenda envio por via postal o custo é de €5.00

Sessões síncronas previstas
10/05/2024 das 19h00 às 21h00 (6.ª feira)
16/05/2024 das 19h00 às 21h00 (5.ª feira)
17/05/2024 das 18h30 às 21h30 (6.ª feira)
22/05/2024 das 18h30 às 21h30 (4.ª feira)
29/05/2024 das 19h00 às 21h00 (4.ª feira)

Nota: Excecionalmente, conforme o n.º 5 do art.º 3 do Despacho n.º 779/2019 de 18 de janeiro, alterado pelos Despachos n. os 6851-A/2019 de 31 de julho, 2053/2021 de 24 de fevereiro e 4840/2023 de 21 de abril, a ação releva na dimensão científico-pedagógica de todos os grupos de recrutamento.

– Compreender os desafios e as oportunidades da Inteligência Artificial Generativa (IA-G), estabelecendo uma ligação com o desenvolvimento de competências fundamentais para o século XXI, conforme delineado no PASEO, nas Aprendizagens Essenciais e no Digital Education Action Plan da Comissão Europeia.
– Desenvolver procedimentos para a criação de ambientes pedagógicos inovadores que facilitam o desenvolvimento das competências fundamentais, considerando o impacto significativo da (IA-G) na educação.
– Reconhecer a necessidade de redefinir estratégias pedagógicas em resposta às mudanças provocadas pela (IA-G) preparando os alunos para estas novas realidades.
– Promover a utilização de estratégias pedagógicas que aumentem o envolvimento dos alunos com a temática da (IA-G), visando melhorar a qualidade das suas aprendizagens.
– Aprofundar o conhecimento sobre as ferramentas e tecnologias disponíveis na área da (IA-G) e como utilizá-las de forma integrada e contextualizada na prática pedagógica.
– Avaliar a eficácia da integração da (IA-G) refletindo sobre a sua aplicação prática e aprimorando estratégias de ensino baseadas em evidências.

Apresentação
Módulo 1 – Introdução à Inteligência Artificial e à Inteligência Artificial Generativa
Os formandos irão explorar a natureza, os conceitos e as definições da Inteligência Artificial com especial destaque para a Inteligência Artificial Generativa, compreendendo o que é a IA e a sua história. Terá um enfoque especial em como a IAG se distingue de outras formas de IA. Iremos abordar a sua história, a evolução e o impacto potencial na sociedade e no nosso dia a dia. Os formandos serão incentivados a discutir o impacto e as oportunidades da IAG nas suas vidas e a partilhar exemplos e experiências.
Serão ainda abordadas as questões éticas associadas à IAG, desde os preconceitos e a qualidade dos dados utilizados, até à transparência e responsabilidade das decisões tomadas pela IAG. Os formandos serão convidados a discutir estes tópicos e a refletir sobre a necessidade de ensinar estes desafios aos seus alunos.
Módulo 2 – Inteligência Artificial e a Inteligência Artificial Generativa na Educação
Vamos discutir como a IA e a IAG podem ser integradas na educação. Foco na temática da IA na Educação e quais são as componentes de integração da IA na Educação. Numa componente de mais aproximação vamos focar na temática da IAG e como esta desafia os componentes Educativos através da sua capacidade de geração de conteúdo e como isso obriga as instituições educativas a responder a estes desafios. Serão explorados exemplos práticos de como pode ser utilizada para criar ambientes de aprendizagem inovadores e contextualizados. Os formandos serão convidados a partilhar a sua opinião sobre a implementação da IAG na educação e a identificar possíveis aplicações na sua prática pedagógica.
Vão ser abordadas as Ferramentas e Tecnologias disponíveis para a IAG na Educação. Isto incluirá demonstrações práticas, bem como atividades que permitam aos formandos experimentar estas ferramentas. Os formandos analisarão uma série de estudos de caso que demonstram o uso efetivo da IAG na educação. Também serão encorajados a explorar e discutir como podem aplicar a IAG nos seus próprios contextos de ensino. O desafio final será a criação de um cenário de aprendizagem que integre a IAG, que será posteriormente partilhado, apresentado e discutido com o grupo.
Avaliação

Sessões Síncronas
1. Exposição dialogada: Utilização de apresentações interativas para introduzir novos conceitos e explorar tópicos. Esta metodologia estimulará a troca de ideias e esclareçam dúvidas em tempo real.
2. Estudos de caso: Apresentação de situações reais onde a IA e a IAG é aplicada em diversas estruturas incluindo a educação.
3. Atividades práticas: Uso de ferramentas de IAG em atividades para que os formandos possam experimentar diretamente o seu uso e as suas funcionalidades.
4. Debate e discussão em grupo: Promover a discussão aberta de ideias o que é especialmente importante ao abordar questões éticas e de implementação da IAG na educação.
Sessões Assíncronas
1. Exploração individual: Fornecimento de recursos de aprendizagem, como artigos, vídeos para que os formandos possam aprofundar os seus conhecimentos nos tópicos apresentados.
2. Fóruns de discussão online: Permitirão aos formandos fazer perguntas, debater ideias e receber feedback tanto dos formadores.
3. Diários de aprendizagem: Incentivar os formandos a manter um registo das suas reflexões, ideias e progresso na formação. Este recurso permitirá a auto-reflexão contínua.

O regime de avaliação dos formandos contempla uma perspetiva formativa, realizada durante a formação, para promover o desenvolvimento das aprendizagens com vista ao ajustamento de processos e estratégias e, no final da formação, uma avaliação sumativa tendo por base uma reflexão final.
Os critérios de avaliação a utilizar incidem nos seguintes parâmetros:
– Participação ativa nas sessões – 15%;
– Realização de tarefas/atividades práticas | Produção de conteúdos- trabalho – 50%;
– Diário de aprendizagem (15%);
– Reflexão final – 20%
A avaliação dos formandos é realizada nos termos do despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio. Avaliação quantitativa na escala de 1 a 10 valores, com menção qualitativa de:
Excelente – de 9 a 10 valores;
Muito Bom – de 8 a 8,9 valores;
Bom – 6,5 a 7,9 valores;
Regular – 5 a 6,4 valores;
Insuficiente – 1 a 4,9 valores.
O certificado de formação é emitido mediante a assiduidade de dois terços das horas de formação e a conclusão da ação com aproveitamento.

Outras sugestões