Home Loja A1 - DIDÁTICAS E METODOLOGIAS A flexibilidade curricular na aula de português: estratégias e recursos digitais (2.ª edição)
08/02/2022
a Distância

A flexibilidade curricular na aula de português: estratégias e recursos digitais (2.ª edição)

85,00 180,00 

A educação enfrenta desafios exigentes, mas também transformadores. Este curso pretende apoiar os professores de Português no processo de transição digital através da aplicação de práticas híbridas em contexto educativo.

Limpar
REF: FCP075-2 Categoria:
Data Início

08/02/2022

Data Fim

05/04/2022

Duração

50h

Modalidade

Curso

Regime

a Distância

Acreditação

CCPFC/ACC-111476/21

Destinatários

Grupos 200 210 220 e 300

D.C.P.

Sim

Formador/a

Adelina Moura

Preço Associado

85,00€

Preço Não Associado

180,00€

NOTA:

Certificado será enviado por email aos formandos com aproveitamento. Caso pretenda via postal, CTT, tem um custo adicional de 5,00€ (despesas envio)

Sessões síncronas

Fevereiro: dia 08, 15 e 22 das 18h30 às 21h30
Março: dias 08, 15, 22 e 29 das 18h30 às 21h30
Abril: dia 05 das 18h30 às 22h30

Fomentar práticas de flexibilização pedagógica e curricular em ambientes educativos digitais;

Estimular o trabalho colaborativo e interdisciplinar no planeamento, realização e avaliação de projetos educativos;

Promover práticas híbridas para concretizar a transição digital em contexto educativo;

Desenvolver práticas promotoras de metodologias ativas, inovadoras e criativas;

Executar procedimentos imprescindíveis à criação de ambientes de trabalho para o ensino a distância e presencial;

Produzir recursos educativos digitais adequados aos contextos e às necessidades educativas;

Melhorar práticas de gestão dos tempos e espaços de ensino e aprendizagem e os modos de trabalhar dos professores e dos alunos.

Módulo 1 – A Flexibilidade Curricular, o Perfil dos Alunos e as Aprendizagens Essenciais da disciplina de Português (6 horas síncronas + 6 horas assíncrona)

– A escola que temos e a que desejamos ter: caminhos e desafios da ação educativa à luz dos normativos em vigor;

– Transição Digital: Escola Digital e novos percursos;

– Flexibilidade contextualizada: dinâmicas organizacionais e pedagógicas;

– Áreas e níveis de competências digitais docentes: Quadro Europeu de Competência Digital para Educadores;

– Educação Digital: do e-learning ao mobile learning;

– Escrita criativa e colaborativa no ciberespaço.

Módulo 2 – Metodologias emergentes: processos, abordagens e recursos digitais para a aula de Português (6 horas síncronas + 6 horas assíncrona)

– Ciclo da aprendizagem baseada em projetos e em problemas;

– Pedagogia de projeto através de Webquest;

– Recursos para aprendizagem online para uma transformação digital da educação;

– Aprendizagem baseada em jogos vs. gamificação;

– Modelo Octalysis (elementos motivacionais);

– Ferramentas para gamificação.

Módulo 3 – Cultura Digital: Criação de Conteúdos Multimédia (6 horas síncronas + 6 horas assíncrona)

– Educação bimodal: da presencialidade à virtualidade e os novos ambientes educativos;

– Materiais, plataformas e aplicações para uma educação digital de qualidade (Milage Aprender+).

– Aprendizagem Invertida para criar ambientes de aprendizagem diferenciados e colaborativos;

– Percursos de leitura e escrita com recursos multimédia;

– Aprendizagem baseada em vídeos educativos.

Módulo 4 – Práticas de avaliação formativa digital (7 horas síncronas + 7 horas assíncrona)

– Procedimentos e instrumentos de avaliação formativa digital para melhoria da qualidade do ensino e aprendizagem (sistemas de resposta imediata);

– Rubricas combinadas com gráfico radar;

– Apresentação/discussão e avaliação dos recursos produzidos;

– Avaliação dos formandos e da formação.

Sessões síncronas: Apresentação dos ambientes de apoio; Exploração dos conteúdos da ação; Análise, discussão e reflexão sobre os recursos criados e das estratégias e metodologias implementadas e avaliação dos resultados. A participação nas sessões síncronas será por videoconferência na plataforma Zoom. As reflexões serão feitas em grande grupo. A avaliação incide sobre a participação nas sessões, nos fóruns e trabalho final.

Sessões assíncronas: M1. (6 h) – Realizar as leituras sugeridas, refletir sobre elas e partilhá-las nos fóruns criados; M2. (6h) – Planificar atividades e construir conteúdos pedagógico-didáticos em formatos variados; M3. (6h) – Experimentar as atividades planificadas e construídas; M4. (7h) – Avaliar e reformular as atividades criadas e refletir sobre possível melhoria. O trabalho assíncrono de debate e criação de recursos será nas plataformas em uso pela Casa do Professor e com tutoria ativa.

Avaliação contínua segundo:

1) Qualidade da realização das tarefas propostas e reflexões efetuadas.

2) Cumprimento das atividades de aprendizagem propostas:

– Participação nas atividades de discussão/reflexão propostas;

– Realização da planificação de atividades de aprendizagem ativa para aplicação na prática docente;

– Apresentação e partilha final do trabalho desenvolvido.

Ponderação global das classificações a atribuir:

– Participação (25%);

– Diário de Aprendizagem e assíncrona de aplicação dos conteúdos (60%);

– Reflexão crítica sobre a própria dinâmica de participação na formação (15%).

A avaliação dos formandos é realizada nos termos do despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio. Avaliação quantitativa na escala de 1 a 10 valores, com menção qualitativa.