Home Loja A1 - DIDÁTICAS ESPECÍFICAS Matemática com projeto(s) e Tecnologia (2.ª edição)
20/02/2021
a Distância

Matemática com projeto(s) e Tecnologia (2.ª edição)

65,00 140,00 

Limpar
REF: FCP052-1 Categoria:
Data Início

20/02/2021

Data Fim

17/04/2021

Duração

25h

Modalidade

Curso

Regime

a Distância

Acreditação

CCPFC/ACC-108234/20

Destinatários

Grupos 230 500

D.C.P.

Sim

Formador/a

António Vasconcelos, Julieta Flores, M.ª Fátima Moreira

Preço Associado

65,00 €

Preço Não Associado

140,00 €

 

Data

Início sessões Vertente

Formador/a

20 fevereiro

11h00 às 12h00

síncrona

 

Julieta Flores

M.ª Fátima Moreira

 

27 fevereiro

9h00 às 13h00

síncrona

 

M.ª Fátima Moreira

António Vasconcelos

 

27 de fevereiro a 5 de março

——————-

assíncrona

 

M.ª Fátima Moreira

António Vasconcelos

 

06 março

09h00 às 13h00

síncrona

 

Julieta Flores

 

06 a 20 de março

——————-

assíncrona

 

Julieta Flores

M.ª Fátima Moreira

 

20 março

09h00 às 13h00

síncrona

 

M.ª Fátima Moreira

António Vasconcelos

 

20 de março a 16 de abril

——————-

assíncrona

 

M.ª Fátima Moreira

António Vasconcelos

 

17 abril

09h00 às 13h00

síncrona

 

Julieta Flores

António Vasconcelos

 

Gerais:

  • Apresentar projetos europeus que apoiam o desenvolvimento de projetos a nível de escola;
  • Promover um aprofundamento do conhecimento matemático, didático e curricular dos professores;
  • Desenvolver uma atitude positiva dos professores e alunos relativamente à Matemática;
  • Criar dinâmicas de trabalho colaborativo;
  • Promover a troca de experiências;
  • Promover a reflexão individual e conjunta sobre as práticas pedagógicas.
  • Promover a inclusão das aprendizagens resultantes do “Curso de Formação” nas práticas docentes

Específicos:

  • Construir uma DAC, com utilização de recursos matemáticos;
  • Utilizar programas (Geogebra e Stellarium), ferramentas digitais e recursos para apoio na realização de projetos;
  • Selecionar e preparar projetos matemáticos para desenvolver na sala de aula;
  • Construir, ensaiar e avaliar materiais e procedimentos para aplicar em situação de aprendizagem matemática.

Apresentação – 1h síncrona

Apresentação da ação, diagnose, instrumentos, processos e critérios utilizados

Módulo 1 – Trabalho colaborativo em Matemática: 4h síncronas + 2 h assíncronas

Apresentação de ferramentas para trabalho colaborativo em Matemática.

Exemplos de Domínios de Autonomia Curricular (DAC) com utilização de recursos matemáticos. Planificação de uma DAC.

Formulação de um projeto interdisciplinar que possa constituir uma DAC.

Módulo 2 – Software para suporte ao desenvolvimento de projetos: GeoGebra e Stellarium – 4h síncronas + 4h assíncronas

Apresentação do software

Tarefas de utilização do software

Módulo 3 – Programas e projetos europeus que apoiam o desenvolvimento de projetos a nível de escola: 4h síncronas + 2h assíncronas

Apresentação do programa e da plataforma eTwinning

Conceção de um projeto matemático eTwinning para desenvolver em aula de matemática.

Avaliação – 4h síncronas

Apresentação dos projetos matemáticos eTwinning

Avaliação da ação e reflexão final

Este Curso de Formação será desenvolvido numa perspetiva teórico/prática, priorizando-se uma vertente essencialmente prática e de reflexão conjunta.

Durante a formação vão utilizar-se métodos expositivos e ativos, com recurso a diferentes técnicas pedagógicas potenciadoras da aprendizagem, designadamente o trabalho colaborativo e de suporte ao ensino conteúdos matemáticos, reflexão sobre os novos normativos legais de ênfase em projetos interdisciplinares. A ritmo próprio, todos os formandos, mesmo com níveis de proficiência distintos, serão conduzidos de forma a dominarem a utilização de software específico da matemática e a aprofundarem a reflexão sobre Domínios de Autonomia Curricular, o que culminará com a delineação de um Projeto Interdisciplinar inerente ao trabalho final da formação.

O regime de avaliação dos formandos contempla uma perspetiva formativa, realizada durante a formação, para promover o desenvolvimento das aprendizagens com vista ao ajustamento de processos e estratégias e, no final da formação, uma avaliação sumativa tendo por base uma reflexão final.

Os critérios de avaliação a utilizar incidem nos seguintes parâmetros:

– Participação ativa nas atividades propostas – 25%;

– Interesse, empenho, pontualidade – 25%;

– Produção de conteúdos (reflexão final) – 50%.

A avaliação dos formandos é realizada nos termos do despacho n.º 4595/2015, de 6 de maio. Avaliação quantitativa na escala de 1 a 10 valores, com menção qualitativa de:

Excelente – de 9 a 10 valores;

Muito Bom – de 8 a 8,9 valores;

Bom – 6,5 a 7,9 valores;

Regular – 5 a 6,4 valores;

Insuficiente – 1 a 4,9 valores.