Casa do Professor na Eslovénia para Conferência Final do PASSAGE

No passado dia 11 de janeiro, foi realizada a Conferência Final do projeto PASSAGE – PEDAGOGIES OF PASSING FROM RECEPTION TO EDUCATION, organizada pela entidade coordenadora LJUDSKA UNIVERZA PTUJ.

A Conferência, que contou com a presença de 70 participantes, permitiu apresentar os diferentes Work Packages que estruturaram este projeto de dois anos cofinanciado pela Comissão Europeia (621412-EPP-1-2020-1SI-EPPKA3-IPI-SOC-IN), que tem por objetivo desenvolver soluções inovadoras e necessárias para garantir que as crianças oriundas de países terceiros recebam o apoio fundamental para a sua integração no sistema educativo.

fizemos realmente um excelente trabalho. Nem sempre foi fácil, mas fazendo uma retrospetiva, concluímos que tudo valeu a pena

DAVID RIHTARIČ, COORDENADOR DO PROJETO

É importante mencionar que o projeto PASSAGE, desenvolvido por sete organizações de seis países, visa promover a aprendizagem inclusiva e uma educação de qualidade para alunos recém-chegados desde as fases iniciais do processo de integração, fornecendo aos professores os instrumentos e recursos que os habilitarão a lidar mais eficazmente com os desafios pedagógicos sistemáticos, bem como conceber e promover um programa “modelo” através do qual os alunos das escolas locais possam apoiar a integração de alunos migrantes e refugiados

Durante a conferência, deu-se principal destaque ao Work Package 2 – liderado e desenvolvido pela Casa do Professor – WP2 Capacity building of school staff, role models and stakeholders, focado na capacitação dos professores do ensino primário, através de três grandes pilares:

Formação de professores: Curso online intitulado “Acolhimento de crianças migrantes e refugiadas em contexto escolar” disponível na plataforma Moodle onde se registaram mais de 530 professores dos 6 países que integram a parceria do projeto. Este curso visa a promoção de uma aprendizagem inclusiva e um ambiente educativo de qualidade para as crianças recém-chegadas de países terceiros;

Workshops dirigidos a professores e/ou alunos sobre “Mentoria e Modelos de Referência” nos quais 500 professores e 635 alunos dos vários países parceiros tiveram a oportunidade de descobrir diferentes metodologias para envolver ativamente grupos de alunos nas escolas locais, num programa de mentoria entre pares;

Ações de pilotagem em 96 escolas primárias nas quais estiveram envolvidos um total de 1013 alunos, migrantes e não migrantes e que consistiram na implementação das atividades entre pares (alunos migrantes – não migrantes/refugiados) apresentadas durante o workshop.

A conferência permitiu ainda apresentar um conjunto de recursos concebidos especificamente para dirigentes escolares e professores. O toolkit “Como tornar os sistemas escolares culturalmente conscientes e inclusivos de modo a promover a integração educacional”, foi desenvolvido com o objetivo de apoiar os dirigentes escolares e os professores no desenvolvimento dos seus conhecimentos na área da educação para a inclusão social.

Por fim, foi ainda apresentado o documento de Recomendações Políticas, que contempla um conjunto de recomendações orientadas para os decisores políticos. Este documento visa apoiar os decisores políticos e os dirigentes escolares na adaptação de políticas e metodologias destinadas a garantir uma integração eficiente, desde a receção até à inclusão pedagógica e social das crianças migrantes e refugiadas. O documento reúne boas práticas para a integração pedagógica no ensino primário e secundário e refletir-se-á nas políticas e diretivas nacionais, regionais e europeias.